quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Estudo associa doenças graves ao tamanho dos testículos

Homens com testículos maiores correm mais risco de desenvolver doenças do coração e hipertensão, indica estudo
Pesquisa polêmica da Universidade de Florença, na Itália, foi desenvolvida durante sete anos, com mais de 2,8 mil homens

Pesquisadores da Universidade de Florença, na Itália, criaram polêmica ao relacionar o tamanho dos testículos ao risco de doenças cardíacas e hipertensão, afirmando que quanto maiores as glândulas, maior a probabilidade de desenvolver essas doenças. Além disso, estes homens também tendem a ser mais pesados e a beber mais álcool, de acordo com a pesquisa — que não especificou o que seriam, exatamente, testículos grandes.

"Embora o tamanho dos testículos estejam associados à saúde reprodutiva, nossos resultados indicam que este parâmetro pode ser usado para sinalizar riscos cardiovasculares", disse a líder do estudo, Giulia Rasterelli, ao jornal “The Telegraph”.

Os pesquisadores estudaram 2.809 homens que procuraram clínicas de distúrbios sexuais, gravaram o tamanho de seus testículos e testaram o nível de seus hormônios durante sete anos. Durante este período, os pesquisadores perceberam que homens com testículos maiores tinham risco maior de desenvolver doenças cardíacas e tinham níveis mais altos de hormônio luteinizante, regulador de progesterona e que afeta o tamanho dos testículos. Este hormônio pode ser a causa dos danos à saúde.

Como a pesquisa foi feita em homens com disfunções sexuais, os pesquisadores concordam que as conclusões podem não servir para todos os homens.

Fonte: gazetaonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário